Resenha Crítica | As Sessões (2012)

Quando a produção de um longa-metragem sobre Mark O’Brien, jornalista e poeta acometido de poliomielite, foi anunciada, esperava-se por mais um drama lacrimoso que traria as limitações físicas de seu protagonista como foco. O nome do diretor australiano Ben Lewin é essencial para mudar essa impressão, uma vez que ele também contraiu pólio na infância. Assim, temos em “As Sessões” um autor que compreende perfeitamente o perfil da figura real que retrata, oferecendo com isso uma perspectiva leve para a história. No entanto, “As Sessões” não é um filme exclusivamente sobre Mark O’Brien, incorporado pelo notável John Hawkes. Conta também a história de Cheryl (Helen Hunt, em uma das interpretações mais belas e corajosas no cinema recente), uma terapeuta sexual que permite a Mark a primeira oportunidade de sua vida de transar, algo que jamais experimentara devido sua condição.

Desde já forte candidato ao título de melhor filme do ano, “As Sessões” estará disponível em DVD e Blu-ray em julho e recebeu uma crítica de minha autoria na Liga dos Blogues Cinematográficos. Para conferi-la, basta clicar aqui.

9 Comments

  1. Pra mim, “As Sessões” chama a atenção pela forma natural, delicada e sensível como trata um tema que poderia ser considerado tabu. Isso é mérito do diretor e roteirista, que fez um trabalho notável na transposição desta história para a grande tela. Ele ainda acertou bastante na escolha dos seus atores centrais, uma vez que Helen Hunt e John Hawkes estão excelentes nos dois papeis principais.

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s