Resenha Crítica | 120 Batimentos por Minuto (2017)

120 battements par minute, de Robin Campillo

Nos anos 1980, quando a AIDS estava em seu ápice, foram poucos os realizadores que se arriscaram a retratar a questão como um tema central ou importante no cinema. Na França de 1988, Paul Vecchiali foi o primeiro a abordá-la em seu “Uma Vez Mais”, sendo alvo de controvérsias assim que o exibiu em competição no Festival de Veneza, conforme relatou nesta entrevista concedida para o Cine Resenhas.

Três década se passaram e agora esse período histórico é resgatado com maior frequência, seja na ficção ou no documentário. Sintoma de uma sensibilidade coletiva, nem sempre apta em encarar temas atuais no momento em que se transcorrem.

Pois “120 Batimentos por Minuto”, que tentou sem sorte representar a França na última corrida do Oscar, trata exatamente como as autoridades, a indústria farmacêutica e a própria sociedade agiram com indiferença com o grupo contaminado pelo vírus HIV. Se o silêncio não predominou, era porque os ativistas do ACT UP fizeram verdadeiras manifestações entre o fim dos anos 1980 e o início dos anos 1990, com muitos de seus integrantes em estado crítico de saúde.

Responsável por “Eastern Boys”, o diretor e roteirista tem plena autoridade do registro de um contexto do qual testemunhou de perto. Há principalmente um bom domínio da dinâmica como se resolve as reuniões entre os personagens, da defesa de discursos à ovação desses a partir de estalos de dedos.

O senão está na encenação com pegada quase documental e na estranheza da transição forçada para a sua narrativa ganhar um teor mais humanizado, possível somente com a adoção de Sean (o notável Nahuel Pérez Biscayart, de “Grand Central“) como a figura central do filme. Uma escolha tardia e que alonga “120 Batimentos por Minuto” mais do que o necessário, mas que ainda assim não o impossibilita de sensibilizar a plateia a partir do foco em uma comunidade que só recentemente passou a ganhar visibilidade.

.

Lançamento em streaming:
Disponível a partir do dia 5 de abril
 | NOW (R$14,90) | VIVO PLAY (R$ 11,90) | Google Play (R$9,90) | YouTube (R$9,90) | iTunes (R$11,90)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s