10 Filmes Para Assistir na 42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo

.:: 42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo ::.

Na última quinta-feira (11) a 42ª edição da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo finalmente compartilhou para os cinéfilos a sua programação oficial. Composta por 336 títulos, ela ocorrerá ao longo de duas semanas, com direito a uma adicional chamada de repescagem, onde os destaques serão reprisados no CineSesc.

No início da cobertura da Mostra, o Cine Resenhas sempre prepara uma pequena lista formada por 10 longas que merecem ser priorizados no processo de montagem da programação de bolso. São muitas opções, desde aqueles que saíram badalados dos grandes festivais competitivos de cinema no mundo, de Sundance ao de San Sebastián.

A seguir, você pode ver as recomendações do Cine Resenhas acompanhadas de sinopse e breve ficha técnica.

.

A Casa que Jack Construiu | The House that Jack Built | dir. Lars von Trier | Site da Mostra | IMDb | Trailer

Um dia, durante um encontro casual na estrada, Jack mata uma mulher. Esse evento provoca nele um prazer inesperado e que o faz assassinar dezenas de pessoas ao longo de 12 anos. Devido ao descaso das autoridades e à indiferença dos habitantes locais, Jack não encontra dificuldade em planejar seus crimes, executá-los ao olhar de todos e guardar os cadáveres num grande frigorífico. Tempos mais tarde, ele compartilha os seus casos mais marcantes com o sábio Virgílio, em uma jornada rumo ao inferno.

A Favorita | The Favourite | dir. Yorgos Lanthimos | Site da Mostra | IMDb | Trailer

No início do século 18, a Inglaterra está em guerra com a França. A frágil rainha Anne ocupa o trono, mas é sua amiga lady Sarah que governa o país. É quando chega à corte uma nova e ambiciosa serva, Abigail. A novata acaba se aproximando da monarca, e a amizade crescente entre as duas desperta a ira de Sarah —mas Abigail não vai deixar ninguém atrapalhar seus objetivos.

Vencedor do Grande Prêmio Especial do Júri e da Copa Volpi de Melhor Atriz para Olivia Colman no Festival de Veneza.

A Madeline de Madeline | Madeline’s Madeline | dir. Josephine Decker | Site da Mostra | IMDb | Trailer

Às vezes, Madeline é um gato, outras, uma tartaruga. No entanto, mesmo quando ela é Madeline, é difícil dizer se está apenas interpretando o papel de Madeline. Aos olhos de sua ansiosa mãe, a garota é uma criatura vulnerável cujo óbvio distúrbio mental requer cuidado e tratamento médico. Mas no palco, na oficina teatral dirigida pela exigente e por vezes até mesmo imprudente, Evangeline, Madeline é uma força da natureza.

Coincoin e os Inumanos | Coincoin et les Z’inhumains | dir. Bruno Dumont | Site da Mostra | IMDb | Trailer

Continuação de O Pequeno Quinquin, também dirigido por Bruno Dumont, Coincoin e os Inumanos reúne os quatro episódios da série homônima. Na trama, Quinquin agora é um adolescente que responde pelo apelido de Coincoin. Ele participa de reuniões do Partido Nacionalista com seu amigo de infância Fatso e seu antigo amor, Eve, o abandonou por Corinne. Quando um misterioso magma surge perto da cidade, os habitantes repentinamente começam a se comportar de modo estranho. Junto com o capitão Van Der Weyden e seu fiel assistente Carpentier, eles investigam esse fenômeno, que tudo indica se tratar de um ataque alienígena.

Em Chamas | Beoning | dir. Lee Chang-dong | Site da Mostra | IMDb | Trailer

Jongsu é um entregador que, no meio de um trabalho, reencontra Haemi, uma garota que já morou em sua vizinhança. A moça pergunta se ele poderia cuidar do seu gato enquanto ela estiver na África. Na volta, Haemi apresenta Jongsu a Ben, um jovem enigmático que ela conheceu durante a viagem. Um dia, Ben conta a Jongsu sobre seu hobby mais incomum. Baseado no conto Queimar Celeiros, do escritor japonês Haruki Murakami.

Vencedor do Prêmio da Crítica no Festival de Cannes.

Guerra Fria | Zimna wojna | dir. Paweł Pawlikowski | Site da Mostra | IMDb | Trailer

Uma história de amor entre duas pessoas de origens distintas e temperamentos diferentes, fatalmente incompatíveis, mas ainda assim fatalmente condenadas uma à outra. Tendo como pano de fundo a Guerra Fria na década de 1950 na Polônia, em Berlim, na antiga Iugoslávia e em Paris, o filme retrata um amor impossível em tempos impossíveis.

Vencedor do Prêmio de Melhor Direção no Festival de Cannes.

Infiltrado na Klan | BlackKklansman | dir. Spike Lee | Site da Mostra | IMDb | Trailer

No início dos anos 1970, época de grandes convulsões sociais e luta pelos direitos civis, Ron Stallworth torna-se o primeiro detetive afro-americano no Departamento de Polícia de Colorado Springs. Mas sua chegada é recebida com ceticismo e hostilidade por parte da divisão. Destemido, Stallworth resolve fazer a diferença em sua comunidade e parte em uma perigosa missão: se infiltrar e expor a Ku Klux Klan.

Vencedor do Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes.

Poderia Me Perdoar? | Can You Ever Forgive Me? | dir. Marielle Heller | Site da Mostra | IMDb | Trailer

Lee Israel é uma aclamada autora de biografias. Nas décadas de 1970 e 1980, publicou obras sobre Katharine Hepburn, Tallulah Bankhead e Estée Lauder. Quando não consegue mais emplacar propostas de livros porque suas ideias estavam fora de sintonia com o mercado, ela encontra outra saída para ganhar dinheiro. Lee começa a falsificar cartas, documentos e anotações de celebridades.

Vida Selvagem | Wildlife | dir. Paul Dano | Site da Mostra | IMDb | Trailer

Joe tem 14 anos e é o único filho de Jeanette e Jerry. A família vive em uma pequena cidade no estado de Montana nos anos 1960. Perto dali, acontece um incêndio florestal nas proximidades da fronteira canadense. Quando Jerry perde o emprego, ele decide se juntar ao combate contra o incêndio, deixando a esposa e o filho sozinhos. Subitamente forçado a assumir o papel de adulto, Joe testemunha os esforços de sua mãe, enquanto ela tenta tocar a vida em frente.

Vidas Duplas | Doubles vies | dir. Olivier Assayas | Site da Mostra | IMDb | Trailer

Alain é um bem-sucedido editor parisiense com dificuldade em se adaptar à revolução digital. Ele tem grandes dúvidas sobre o novo manuscrito de Léonard, um de seus autores de longa data, que lançará um trabalho de autoficção, reciclando seu caso de amor com uma celebridade. Selena, a esposa de Alain, famosa atriz de teatro, é de opinião contrária e elogia a publicação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s