Um Pequeno Favor

Resenha Crítica | Um Pequeno Favor (2018)

A Simple Favor, de Paul Feig

Como livro, “Um Pequeno Favor”, da estreante Darcey Bell, parece um neo noir bem influenciado por todos os thrillers citados pelas personagens ao longo da narrativa, de um Hitchcock como “Pacto Sinistro” até a obra-prima francesa de Henri-Georges Clouzot “As Diabólicas” – ainda que o desenrolar esteja mais para um “Diabolique”, a refilmagem americana. Como cinema, “Um Pequeno Favor” mais parece uma comédia debochada, algo esperado da assinatura de Paul Feig.

É possível transformar em algo colorido um material que em sua origem é quase todo obscuro? Pois a resposta é sim, como aponto em minha análise feita com exclusividade para a seção Literatura & Cinema, no canal do Cine Resenhas no YouTube. Ela está disponível no vídeo a seguir.

.

 

.

Um Pequeno Favor

Darcey Bell (Tradução: Ana Carolina Mesquita)

Bertrand Brasil

Páginas: 336

 

 

 

.

Objetos Cortantes

Resenha Crítica | Objetos Cortantes (2018)

Sharp Objects, criada por Marti Noxon e dirigida por Jean-Marc Vallée

O cineasta canadense Jean-Marc Vallée mal tinha terminado de recolher os louros de “Big Little Lies” e já era flagrado nos bastidores dirigindo Amy Adams na adaptação de “Objetos Cortantes”, também da HBO. A agenda o impossibilitou de conduzir a segunda temporada da atração com Nicole Kidman e Reese Witherspoon, mas o sacrifício foi válido.

O romance de estreia de Gillian Flynn (a mesma de “Garota Exemplar” e “Lugares Escuros”) ganha excelente tratamento aqui. O texto enxuto (250 páginas) virou uma minissérie de oito capítulos extremamente consistentes e que desenvolvem sem pressa a conturbada relação de uma família composta por três gerações de mulheres envolta a um mistério envolvendo o homicídio de duas garotas que pode ser obra de um assassino em série em formação.

O resultado é excelente e tive a honra de contar com a minha amiga Graciela Paciência para compartilhar as suas impressões sobre o livro e a sua versão para a tevê. E vale agradecer a sua cumplicidade na parceria, pois tivemos muitas dificuldades de encontrar uma “locação” para a gravação, que foi feita no Parque Trianon em uma tarde de terça-feira.

Por sinal, acompanhe a Graci nos seguintes espaços:

Cinema de Buteco
Lado M
Audiograma
• Livro “Confissões de Uma Adolescente Grávida

Literatura & Cinema | Baseado em Fatos Reais | Delphine de Vigan & Roman Polanski

D’après une histoire vraie, de Roman Polanski

Presente na Seleção Oficial do Festival de Cannes de 2017, o novo filme de Roman Polanski vem a ser uma adaptação conjunta com Olivier Assayas do romance “Baseado em Fatos Reais”, escrito por Delphine de Vigan. Fascinante, o texto da escritora francesa estabelece com o seu leitor um jogo em que fatos reais e imaginários se confundem, permitindo um mergulho muito curioso ao universo criativo de um escritor, capaz dos subterfúgios inesperados para vender a sua história.

Já em sua forma cinematográfica, esse jogo do que é verdade ou não parece se perder, devendo em dubiedade e até mesmo na tradução de mídias, pois Polanski, um cineasta notável, pouco faz em manter com recursos audiovisuais o que de Vigan pôde confundir tão bem em sua encarnação literária. É um dos aspectos dessa edição inaugural da seção Literatura & Cinema, feita com exclusividade para o canal do Cine Resenhas no YouTube e com a qual conto com a participação ilustre de Paula C. Ferraz, uma das nossas assessoras mais queridas. À frente da Sinny Assessoria, foi Paula inclusive quem me introduziu ao romance antes do lançamento de sua adaptação nos cinemas.

.

.

Baseado em Fatos Reais

Delphine de Vigan (Tradução: Carolina Selvatici)

Editora Intrínseca

Páginas: 256