Piscou, Perdeu!

Harmony Korine in Stoker

Harmony Korine em “Segredos de Sangue”
[00:26:56]

Aguardada estreia de Park Chan-wook no cinema americano, “Segredos de Sangue” atraiu ótimos nomes até mesmo em papéis breves, o que evidencia a força do nome do cineasta sul-coreano no cenário contemporâneo. Além do trio central formado por Mia Wasikowska, Matthew Goode e Nicole Kidman, o filme também traz participações especiais de Dermot Mulroney, Jacki Weaver e Phyllis Somerville. Os mais atentos, entretanto, devem ter reagido com surpresa diante da ponta relâmpago do cineasta Harmony Korine interpretando um professor de Artes. Ele pode ser visto do lado direito na captura acima. Aliás, o novo filme de Korine, “Spring Breakers – Garotas Perigosas”, terá uma resenha publicada amanhã. Fiquem atentos.

Piscou, Perdeu!

John Waters em “Poucas e Boas”
[00:34:29]

Conhecido como o Papa do Trash, John Waters é dono de uma filmografia preenchida por obras que sempre criticam os bons costumes e a hipocrisia presente na sociedade americana. O nível de bizarrice vai de acordo com o estado de espírito do realizador, que é capaz de fazer tanto um musical descolado (a exemplo de “Cry-Baby”) como uma comédia cheia de situações repulsivas (“Pink Flamingos”, considerada sua obra-prima). O que poucos sabem é que este astuto sujeito nascido em Baltimore (que serve de cenário para todos os seus filmes) também já se apresentou em frente às câmeras. Embora tenhamos destaca a sua ponta relâmpago em “Hairspray – Em Busca da Fama“, não podíamos deixar de fazer menção quando a sua participação especial em “Poucas e Boas“, filme dirigido por Woody Allen. Waters aparece por aproximadamente um minuto, mas é curioso vê-lo como um empreendedor que se recusa em continuar pagando pelas apresentações do inconstante Emmet Ray, um guitarrista de jazz feito por Sean Penn.

Piscou, Perdeu!

Jennifer Garner em “Desconstruindo Harry”
[00:40:04]

Antes de estourar com o seriado “Alias: Codinome Perigo”, Jennifer Garner teve que batalhar muito para conseguir o seu lugar ao sol hollywoodiano. Nascida em Houston, Texas, a atriz largou o balé e foi pegando todas as oportunidades que foram surgindo para formar a sua carreira de atriz em Nova York. Aos vinte e três anos, já fazia participações esquecíveis em filmes e séries televisivas, algumas das quais ninguém conhece a existência. Seu primeiro passo fora da tevê foi em “Desconstruindo Harry”, filme que rendeu uma indicação ao Oscar para Woody Allen na categoria de melhor roteiro original. Porém, os fãs de Jennifer Garner podem facilmente terminar o filme sem saber em que cena a moça apareceu. Não é para menos: numa história em que há um sem-número de personagens, Jennifer Garner consegue aparecer por apenas seis segundos como uma garota dentro de um elevador.

Piscou, Perdeu!

Zach Braff em “Um Misterioso Assassinato em Manhattan”
[00:46:32]

Não é novidade se deparar nos filmes dirigidos por Woody Allen com atores e atrizes dando seus primeiros passos na carreira. Recentemente, assisti “Um Misterioso Assassinato em Manhattan” pela primeira vez e reconheci Zach Braff, famoso pelo seriado “Scrubs” e também pelo filme “Hora de Voltar” (do qual é protagonista, diretor e roteirista), em cena. Trata-se da estreia de Zach como ator, numa aparição minúscula que dura menos de dois minutos. Apesar disso, o papel é invejável para qualquer iniciante: ele faz Nick Lipton, filho único do casal interpretado por Woody Allen e Diane Keaton. Na cena, ele surge fazendo uma rápida visita aos pais em Nova York. Mesmo lidando com diálogos triviais, é possível notar o nervosismo de Zack em cena, que ainda interage com Anjelica Huston. Vale a pena espiar o vídeo a seguir, que traz o ator descrevendo a experiência de trabalhar com Woody Allen no talk show “George Stroumboulopoulos Tonight”.

Piscou, Perdeu!

Winona Ryder em “Maldito Coração”
[00:32:42]

Em seu segundo longa-metragem como diretora, Asia Argento (filha de Dario Argento) contou com a colaboração de vários intérpretes renomados. Adaptação de uma série de contos publicados por J.T. LeRoy (pseudônimo de Laura Albert), “Maldito Coração” chamou a atenção pelo registro ousado de Asia e pelo seu lançamento que quase colidiu com a reportagem do The New York Times que apontou LeRoy como uma fraude. Polêmicas à parte, o elenco de “Maldito Coração” é mesmo um atrativo. Há tanto Peter Fonda fazendo um avô fanático religioso quanto um Marilyn Manson irreconhecível sem maquiagem interpretando um dos namorados da personagem de Asia Argento. Entretanto, o mais pitoresco mesmo é a ponta não creditada de Winona Ryder, que faz uma terapeuta infantil. “It’s not the little boy’s fault”, repete sua personagem incessantemente para o pequeno protagonista Jeremiah (Jimmy Bennett).

Piscou, Perdeu!

John Waters em “Hairspray – Em Busca da Fama”
[00:03:12]

No final da década de 1980, John Waters fez um descontraído retrato da juventude de Baltimore de 1962. Mesmo que não tenha feito muito sucesso no circuito estadunidense em seu lançamento, “Hairspray – E Éramos Todos Jovens” representava um material tão interessante que serviu de base para um espetáculo da Broadway. Em “Hairspray – Em Busca da Fama“, fica clara a intenção do diretor Adam Shankman (de longe em seu melhor trabalho da carreira) em se inspirar totalmente no musical que estreou nos palcos em 2002. Mesmo assim, há um pouco daquela rebeldia do filme de John Waters, que apoia a mais recente versão de “Hairspray – E Éramos Todos Jovens” numa ponta relâmpago na primeira cena musical, “Good Morning Baltimore”. Jerry Stiller e Ricki Lake, que faziam dois dos principais personagens do filme original, também dão o ar da graça ao longo da história.

Piscou, Perdeu!

Chuck Norris em “Com A Bola Toda”
[01:13:22]

Quem já reservou uma hora e meia para assistir “Com A Bola Toda” (2004, “Dodgeball: A True Underdog Story”) provavelmente concorda que a comédia assinada por Rawson Marshall Thurber é um hilariante matinê que parece ter saído de uma sessão da tarde da década de 1980. Na história, Vince Vaughn faz o dono de uma academia decadente que decide, junto com seus amigos, participar de um torneio de queimada com o intento de tirar o local do buraco pois o primeiro colocado ganha um prêmio de cinquenta mil dólares. Desclassificados da final por um pequeno desentendimento, o time do personagem de Vince depende da votação do comitê do campeonato para rever a decisão. Há três representantes. O primeiro aprova e o segundo desaprova o time na final. Adivinhem quem dará o voto de Minerva…